11 Passos para ter uma vida financeira organizada

Jovem casal feliz, marido e mulher, usando o computador laptop olhando para a tela de contas de pagamento on-line no aplicativo

Uma vida financeira organizada é ideal para diversos pontos. Por exemplo, caso deseje realizar um projeto, tenha uma meta em curto ou longo prazo a organização poderá ajudá-lo a alcançar.

Além disso, gerindo de forma coordenada suas finanças você evitará entrar em situações complicadas e acabar endividado.

Muitas pessoas possuem dificuldades para organizar a vida financeira, por isso, trouxemos dicas valiosas que te ajudarão nesse processo.

Esses são os passos para você ter uma vida financeira mais organizada

Escreva quanto você gasta

No seu telefone, livro ou caderno, anote TODAS as suas despesas. Dos fixos, como as contas mensais e o valor que você gasta com transporte ao longo do mês, aos mais banais (que costumam virar valores absurdos), por exemplo, o sorvete depois do almoço e a cerveja depois da aula de sexta-feira.

Se fizer uma anotação criteriosa você poderá ver que está gastando muito mais do que deveria com coisas superficiais. É importante ter uma noção de quanto você gasta durante o mês para que não ultrapasse o seu salário.

Diminua e elimine gastos desnecessários

Depois de saber quando é seu gasto total, é hora de pensar no que você pode eliminar ou diminuir. Tudo o que não é necessário, elimine! O que você não pode eliminar … Reduza! Que tal ligar para sua operadora de celular e pedir um desconto no seu plano? E pensar duas vezes antes de comprar essa camisa?

Divida o seu salário

Esta é uma das etapas mais importantes de todas. Após eliminar e diminuir algumas despesas, você receberá seu salário total e fará a divisão. Por exemplo, 60% para gastos mensais (incluindo tudo o que você gasta no mês), 30% para economias e 10% para gastar o que quiser sem culpa.

Essa etapa é muito útil e importante pois com ela você terá uma real organização. Além disso, terá um valor para gastar o que te dará um certo prazer e também por ser um valor limitado te ajudará a não perder o controle.

Dinheiro na mão é vendaval

Uma vez que as despesas são cortadas, o salário de fim de mês começa a acabar. E é aí que as pessoas começam a gastar como se não houvesse amanhã e gastam mais do que podem. Portanto, o ideal é dar um destino sábio a esse dinheiro o quanto antes.

Você pode economizar na poupança se quiser apenas guardar ou até investir seu dinheiro se quiser ter uma rentabilidade. O importante é não deixar o dinheiro na conta porque você vai acabar gastando, sério!

Cartão de crédito?

Um dos principais motivos do endividamento é o cartão de crédito. Isso porque o cartão de crédito fornece aos usuários uma falsa ideia de que possuem dinheiro muito além do que realmente tê, dando um poder de compra muito grande para as pessoas.

Por isso, precisa traçar uma forma de usar o cartão de crédito de forma consciente e fazer um acompanhamento de quanto você tem creditado nos últimos tempos.

É muito importante que você saiba administrar seu dinheiro. Veja vídeos sobre conselhos financeiros e estude mais sobre o assunto. A informação nunca é demais.

Criar uma rotina organizada também contribui para que você tenha uma vida financeira mais promissora. É aquela história de que quando uma coisa está bem em sua vida tudo flui sabe? Pensando nisso vamos dar algumas dicas abaixo nesse sentido.

Limpe suas pilhas

Ao organizar suas finanças, rasgue papéis desnecessários e arquive por categoria o que deseja manter ou digitalize registros importantes e armazene-os em um disco rígido seguro.

Salve o essencial

Documentos únicos e aqueles necessários como prova de propriedade ou valores pagos devem permanecer com você por um longo tempo. Esses itens incluem:

  • Declarações de impostos e declarações de investimento.
  • Ações e apólices ativas, como a apólice de seguro do seu automóvel e a escritura de venda do seu carro.
  • Recibos e notas fiscais de produtos que estejam dentro da garantia

Mantenha esses e outros documentos importantes (por exemplo, certidão de casamento, carteira de trabalho e passaporte, por exemplo) em uma caixa fechada que possa preservar esses documentos.

Sem papel

Toda a papelada está estressando você? Organize-se ao entrar na era digital e perder a desordem física.

Se você tem acesso regular a um computador, configurar o pagamento online de suas contas pode ajudar muito a agilizar a organização de suas finanças. Em muitos casos, você pode escolher que as deduções mensais sejam retiradas automaticamente de sua conta bancária ou pode escolher iniciar cada pagamento manualmente.

Use apenas uma rede segura protegida por senha (não pontos de acesso Wi-Fi gratuitos) ao fazer login para pagar contas.

Se um provedor de serviços postar extratos apenas do último ano, baixe ou imprima aqueles que deseja salvar por mais tempo. Certifique-se de fazer backup dos arquivos do seu computador regularmente.

Como alternativa, digitalize documentos importantes e salve esses arquivos em um serviço seguro baseado em nuvem ou em um disco rígido.

Atualizar e consolidar

Quando você organiza e limpa suas finanças, atualizar e consolidar contas pode economizar dinheiro e problemas jurídicos no futuro.

Consolidar contas financeiras. Por exemplo, feche a conta corrente que você não usa e mova fundos do antigo para sua conta atual.

Consolide cartões de crédito. Escolha as taxas de juros mais baixas e os melhores benefícios de fidelidade.

Obtenha novas cotações para seguros de automóveis, casa e vida e ajuste os níveis de cobertura, se necessário.

Verifique seu crédito em sites de verificação de score, como o Serasa, por exemplo. Isso vai permite que você tenha uma noção de como anda sua situação financeira e se tem algum débito que você acabou esquecendo de pagar. Você pode verificar seu próprio crédito quantas vezes quiser, sem afetar sua pontuação de crédito.

Verifique as tarifas de telefone, TV a cabo e outras contas para ver se você está pagando por serviços que não usa.

Comunique-se sobre finanças

Entre os casais, quando uma pessoa paga as contas, a outra pode estar sem contato com as finanças domésticas. Agora é um ótimo momento para se organizar e estar na mesma página. Fale sobre despesas, gastos e metas financeiras.

Se você tem filhos, envolva-os em conversas básicas sobre dinheiro para fornecer-lhes contexto para as decisões relacionadas a dinheiro que você e eles tomam. Explique os conceitos básicos de economia, orçamento, receitas e despesas.

Redefina seu orçamento

Agora que você organizou suas finanças, faça um balanço das mudanças na vida desde o ano passado – como uma mudança, um novo bebê ou uma mudança de emprego. Em seguida, reajuste os níveis de gastos e poupança. Reequilibre os investimentos. Além disso, faça ou atualize planos para pagar dívidas e evite assumir novas dívidas.

[Foto de fizkes por iStockPhoto]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *